Pular para conteúdo principal

Lei Maria da Penha será levada aos professores e alunos

Publicado em:

A Rede de Atendimento à Mulher, formada por instituições e órgãos que atuam em defesa desse segmento junto à sociedade, entre eles, a Defensoria Pública do Estado (DPE-RO), o Ministério Público do Estado e a Delegacia da Mulher, será a responsável pela capacitação e conscientização de educadores e alunos de 13 escolas da cidade de Porto Velho e dos distritos sobre a Lei Maria da Penha.

A iniciativa faz parte da Lei nº 2.617/2012, da deputada estadual Epifânia Barbosa, aprovada ano passado. A vice-presidente do Conselho Municipal de Defesa das Mulheres, Sheila Dolores Tristão, afirmou que os integrantes da Rede pretendem iniciar o trabalho junto às escolas até o meio do ano. Serão contemplados estudantes a partir do sexto ano do Ensino Fundamental.

Inicialmente, segundo ela, serão capacitados os professores, posteriormente os alunos receberão informações por meio de palestras. A defensora pública Luiziana Teles, coordenadora do Núcleo Maria da Penha da DPE, informou que ações como essa são fundamentais para que as crianças e adolescentes conheçam a lei e saibam como agir ao presenciarem qualquer tipo de violência contra membros da família do sexo feminino.

Rede

Além da DPE-RO, MP-RO e Delegacia da Mulher, integram a Rede de Atendimento o Conselho Municipal de Defesa da Mulher, Secretaria Especial de Políticas para Mulheres, ligada à Presidência da República; Gabinete da Prefeitura Municipal, Coordenadoria Municipal de Políticas para as Mulheres, Secretarias Municipais de Assistência Social, de Saúde e de Regularização Fundiária, Delegacia de Proteção a Criança e Adolescente (DPCA), Polícia Militar, IML, Vara da Mulher Vítima de Violência Doméstica, Centro de Referência de Assistência Social (Cras), Conselho da Criança e do Adolescente e Juizado da Infância.


Compartilhar