Pular para conteúdo principal

São Francisco: Defensoria participa do projeto Pai Presente

Publicado em:

Uma média de 180 mães, de um total de 348 residentes no Município de São Francisco do Guaporé, que têm filhos registrados apenas em seu nome, já estão sendo assistidas pelo Núcleo da Defensoria Pública do Estado (DPE-RO) para que o nome do pai seja incluso na certidão de nascimento da criança. A ação faz parte do projeto Pai Presente, lançado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

A iniciativa para a execução desse trabalho foi da juíza Márcia Adriana Freitas Santana, que convocou as mães por meio das escolas municipais e estaduais para que elas (mães) participassem da reunião para conhecerem o projeto do CNJ. Essa instituição está recomendando que as escolas coloquem o nome do pai da criança na certidão de nascimento dos alunos em que o documento não consta o nome do genitor.

Atendendo solicitação da juíza, estiveram presentes na reunião os assessores de defensor e advogados Katicilene Lima (São Miguel) e Dênio Guilherme Costa (São Francisco), além da chefe da Secretaria de Núcleo da DPE de São Francisco, Rosmeri Terezinha de Carvalho. Participaram ainda o representante do Ministério Público do Estado, Marco Geovani Ártico, e membros do Fórum local.

 

 

 


Compartilhar

Skip to content