Pular para conteúdo principal

Ji-Paraná: DPE, em parceria com a Semed, leva cidadania aos alunos do Município

Publicado em:

A defensora pública Lívia Cantadori (E) assina a parceria com a secretária municipal da Educação, Leiva Custódio

A defensora pública Lívia Cantadori (E) assina a parceria com a secretária municipal da Educação, Leiva Custódio

Capacitar os alunos da rede pública municipal de Ji-Paraná sobre os seus direitos e deveres é o principal objetivo do projeto Defensoria Pública na Escola: Cidadania e Conscientização, desenvolvido pela Secretaria Municipal da Educação (Semed), em parceria com o Núcleo da Cidadania da Defensoria, que funciona no Shopping Cidadão. As primeiras escolas beneficiadas são a professor Almir Zandonadi (Bairro Novo Horizonte) e a Professor Celso Rocco (Bairro Brasil).

O termo de cooperação entre a Defensoria Pública do Estado (DPE-RO) e a Semed foi assinado no dia 07/08, pela secretária municipal da Educação, Leiva Custódio Pereira, e a coordenadora do Núcleo da Cidadania, defensora pública Lívia Cantadori Iglecias.

Por meio de palestras, os alunos do 4º ao 5º ano terão noções básicas sobre direitos, deveres, cidadania e ética, auxiliando na sua formação como cidadãos.  O conteúdo das exposições será  repassado estudantes da series anteriores ( 3º, 2º e 1º) pelos professores.

 

Além das palestras, o projeto envolve ainda a produção de material abordando o assunto expostos nas explanações feitas aos estudantes. Os trabalhos serão avaliados por uma equipe técnica. Haverá premiação para os vencedores.

 

Para a categoria do 1º e 2º ano, a avaliação será por meio de desenho. Do 3º ao 5º ano, os estudantes irão elaborar uma redação, assim como os alunos do 6º ao 9º ano e os da 5ª a 8ª série do Ensino de Jovens e Adultos (EJA).

 

A defensora pública explicou que o projeto facilitará o acesso à informação aos alunos e, com isso, a Defensoria Pública contribuirá no processo de construção educacional do município. “Alguns estudantes não dão valor à escola e acabam cometendo atos eticamente inadequados, por isso é fundamental à execução de projetos como esse nas escolas”, ressaltou.

 

De acordo com ela, além da importância pedagógica do projeto, há questões sociais inerentes. “Os estudantes terão a oportunidade de conhecer a instituição Defensoria Pública, passando a ter conhecimento sobre quais são seus direitos e deveres, além de terem orientações quanto a situações cotidianas dentro do ambiente escolar, como bulliyng, destruição do patrimônio escolar, respeito aos professores e colegas, dentre outras.

A secretária de Educação afirmou que a Semed já desenvolve ações de cidadania e ética na rede municipal, mas o projeto irá ampliar esse trabalho que, segundo ela, é essencial para conscientizar os alunos sobre o respeito ao ambiente escolar. “Essa parceria contribuirá consideravelmente para o aprendizado dos alunos”, disse.

 


Compartilhar