Pular para conteúdo principal

DPE participará do Defensoria Sem Fronteira em PE

Publicado em:

Os defensores públicos-gerais durante reunião do Condege

Os defensores públicos-gerais durante reunião do Condege

A Defensoria Pública do Estado (DPE-RO) integrará a equipe formada por 40 defensores públicos que participará do projeto Defensoria Sem Fronteiras, a ser realizada no dia 20 de fevereiro, em Pernambuco.

A reedição do projeto foi aprovada nesta sexta-feira, 30/01, durante reunião do Colégio Nacional de Defensores Públicos, em Pernambuco. O subdefensor público-geral do Estado, Marcus Edson de Lima, participa do evento. “A integração das Defensorias é fundamental para o fortalecimento dessas instituições, por isso a importância de participarmos de projetos como o Defensoria Sem Fronteiras”, declarou Marcus Edson.

O custo da viagem ficará a cargo do Governo de Pernambuco. A deliberação faz parte de um dos pleitos do defensor público-geral de Pernambuco, Manoel Jerônimo, que solicitou reforço para auxiliar a Defensoria Pública do Estado nos trabalhos realizados nos presídios, especialmente no complexo penitenciário do Curado. A ação deverá envolver também o Ministério Público e o Judiciário pernambucano.

O subdefensor público-geral Marcus Edson de Lima representa a DPE no evento

O subdefensor público-geral Marcus Edson de Lima representa a DPE no evento

Além dos defensores gerais, componentes do Colégio, participaram da reunião defensores públicos de Pernambuco e o Secretário de Direitos Humanos do Estado, Pedro Eurico. “Vamos enfrentar a difícil realidade do nosso sistema penitenciário com tranquilidade e humildade. Em uma sociedade democrática, a garantia de direitos redunda em maior segurança”, afirmou o secretário.

Esta é a primeira reunião do Condege este ano. Além do projeto Defensoria Sem Fronteiras, foi colocada em pauta ainda a organização interna da entidade, cujo objetivo é funcionar como órgão permanente de coordenação e articulação dos interesses comuns das Defensorias Públicas existentes no país, bem como promover e incentivar as práticas administrativas e de gestão voltadas ao seu aperfeiçoamento institucional.


Compartilhar

Skip to content