Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Se clicar em "Rejeitar Cookies", os cookies que não forem estritamente necessários serão desativados. Para escolher quais quer autorizar, clique em "Gerenciar cookies". Saiba mais em nossa Declaração de Cookies.

Pular para conteúdo principal

DPE-RO integra conselho fiscal do Condege pela primeira vez

Publicado em:

Pela primeira vez a Defensoria Pública do Estado (DPE-RO) integra a gestão do Colégio Nacional dos Defensores Público-Gerais (Condege). O defensor público-geral do Estado, Marcus Edson de Lima, foi eleito pelo Colegiado Pleno para compor o Conselho Fiscal do colegiado na sexta-feira, 21, durante reunião ocorrida no Maranhão.

Os defensores públicos-gerais Clériston Macêdo, da Bahia, e Luciano Montalli, de Mato Grosso do Sul também compõem o Conselho Fiscal, que é o segundo órgão de maior importância dentro da composição da entidade. O subdefensor público-geral do Piauí, Erisvaldo Marques dos Reis, é o suplente.

O Conselho Fiscal está previsto no artigo 11 do estatuto do Condege e é responsável pela fiscalização de todos os atos financeiros da gestão. É composto por três membros titulares e um suplente, eleitos e empossados pelo Colegiado Pleno, para mandato de um ano, que deve ser igual ao da Diretoria Executiva.

O DPGE Marcus Edson de Lima participará do Conselho Fiscal

O DPGE Marcus Edson de Lima participará do Conselho Fiscal

Compete ao Conselho Fiscal examinar a prestação de contas da presidência da entidade, bem como os demonstrativos contábeis e financeiros, além da elaboração de parecer para apreciação e deliberação do Colégio Pleno.

As reuniões do Conselho Fiscal deverão ocorrer a cada quadrimestre, mediante convocação do Defensor Geral que o preside ou do próprio presidente da Diretoria Executiva.


Compartilhar