Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Se clicar em "Rejeitar Cookies", os cookies que não forem estritamente necessários serão desativados. Para escolher quais quer autorizar, clique em "Gerenciar cookies". Saiba mais em nossa Declaração de Cookies.

Pular para conteúdo principal

Defensor Público-Geral participa da 33ª reunião do Condege

Publicado em:

O Defensor Público-Geral, Hans Lucas Immich, participou nesta segunda-feira, 23, da reunião do Colégio Nacional dos Defensores Públicos Gerais (Condege), que aconteceu na Sede da Defensoria Pública do Distrito Federal, em Brasília.

Além do Defensor Público-Geral de Rondônia, participaram da reunião Defensores Públicos-Gerais e Subdefensores Públicos-Gerais de mais 16 estados e do Distrito Federal. Também estiveram presentes o presidente da Associação Nacional das Defensoras e Defensores Públicos (Anadep), Pedro Paulo Coelho, e o ministro André Veras Guimarães, do Ministério das Relações Exteriores.

“Minha vinda aqui a convite do presidente do Condege busca trazer a questão de que a sociedade só vai avançar quando conseguirmos ter avanços internos. É fundamental que, ao chegar no momento de decisão, haja consenso. É preciso que os órgãos possam acompanhar e ter registros. Esse trabalho que os senhores vão decidir se farão ou não vai necessitar de um segmento. A partir do momento que definirmos certos compromissos, é muito importante que a Defensoria participe dos processos. Pois quanto mais conseguirmos definir os fatores, mais forte será a execução”, disse o ministro André Veras Guimarães.

Também estiveram na pauta da reunião os seguintes assuntos: apresentação, por parte da Defensoria Pública do DF, de práticas exitosas, de gestão e da área finalística; e requerimento do Comitê Nacional do PJE, integrante do CNJ, sobre informações das Defensorias Públicas acerca de possíveis demandas do Condege não atendidas sobre o PJE, bem como quais se apresentam de forma mais urgente, além de outros assuntos relativos ao aprimoramento da atuação da Defensoria Pública e os mecanismos para a efetivação dos direitos da população em situação de vulnerabilidade.

 

Fonte: ASCOM DPE-DF


Compartilhar