Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Se clicar em "Rejeitar Cookies", os cookies que não forem estritamente necessários serão desativados. Para escolher quais quer autorizar, clique em "Gerenciar cookies". Saiba mais em nossa Declaração de Cookies.

Pular para conteúdo principal

Paraíba: Marcus Edson é homenageado por sua atuação como Presidente do Condege (2018-2019)

Publicado em:

O Corregedor-Geral da DPE-RO, Marcus Edson de Lima, recebeu nesta sexta-feira, 25, durante a 34ª reunião ordinária do Colégio Nacional dos Defensores Públicos Gerais (Condege), em João Pessoa (PB), uma homenagem pelo trabalho realizado à frente do órgão, como Presidente do Colégio (2018-2019).

A homenagem marcou o encerramento da reunião ordinária. Marcus Edson recebeu uma placa de agradecimento pelos relevantes serviços prestados à Defensoria Pública brasileira. Ele é primeiro ex-presidente do Condege a receber o Diploma de Honra de Mérito Defensorial do Condege, recém-criado pelo Colégio.

“Estou muito emocionado de ter recebido essa homenagem aprovada pelos Defensores Públicos-Gerais de todos os Estados Brasileiros. É o reconhecimento da nossa luta diária para o fortalecimento da Defensoria Pública no país, da garantia e do estabelecimento de um órgão que efetivamente atue na defesa dos direitos da população em situação de vulnerabilidade”, afirmou.

Durante a reunião do Colégio, o atual presidente, José Fabrício Lima, falou sobre o trabalho de Marcus Edson, afirmando que ele “se dedicou e deixou um legado de muitas conquistas em prol do fortalecimento da Defensoria Pública brasileira”.

O Defensor Público-Geral de Rondônia, Hans Lucas Immich, presente também durante a homenagem, também deixou seus apontamentos sobre o trabalho realizado pelo colega e amigo. “Merecida homenagem. Marcus Edson sendo agraciado com o Diploma de Honra ao Mérito Defensorial pelo Condege pelo trabalho em prol do fortalecimento da Defensoria Pública no Brasil”, comentou.

 


Compartilhar