Pular para conteúdo principal

Defensoria institui novo Sistema de Governança de Processos no âmbito da instituição

Publicado em:

Sistema tem o intuito de definir regras e diretrizes para a condução da gestão orientada de processos


No último dia 12 de maio, quinta-feira, o Defensor Público-Geral, Hans Lucas Immich, instituiu no âmbito da Defensoria Pública do Estado de Rondônia o regulamento nº 74/2022/DPG/DPE-RO, presente no portal da Transparência da instituição, que versa sobre a implementação do Sistema de Governança de Processos.

“O objetivo do regulamento é definir regras e diretrizes para conduzir a gestão orientada por processos, além de definir as responsabilidades e autoridades na estrutura da Defensoria Pública, visando sempre a melhoria contínua dos processos”, explica o Defensor Público-Geral, Hans Lucas Immich.

Para fins de aplicação do Sistema de Governança de Processos, o regulamento define os conceitos de cadeia de valor, macroprocesso, e processo, dividindo a Cadeia de Valor dos processos da DPE-RO em macroprocessos gerenciais (gestão orçamentária, planejamento, relações interinstitucionais), macroprocessos finalísticos (atendimento e orientação jurídica, defesa dos direitos assistidos, promoção e educação em direitos), e macroprocessos de suporte (que reúnem demais processos como gestão de pessoas, T.I, infraestrutura e outros).

Além disso, o regulamento define os atores responsáveis pela governança de processos e suas funções, quais sejam: Dono de Processo, Líder do Processo e Assessor de Processo. Segundo o regulamento, deverá ser elaborada e mantida página na internet – no site da DPE-RO ou no Portal da Transparência – uma lista com informação dos atores de governança de processos definidos.

Por último, o regulamento ainda define as competências do Time de Processos do Planejamento Estratégico, insititui o manual de redesenho de processo da DPE-RO, que será aprovado pelo Defensor Público-Geral e divulgado no Portal da Transparência, além da elaboração de tutoriais de uso para a ferramenta Base de Conhecimento, que servirá de consulta para membros e servidores sobre os desenhos, fluxos e mapeamentos de processos da instituição.

“Todo esse avanço é fruto da desenvolvimento e aplicação do Planejamento Estratégico da Defensoria Público para o quadriênio 2021-2024. Estamos caminhando para uma melhor racionalização dos nossos processos de trabalho, melhorando e otimizando nossos fluxos, desenhos e mapeamentos de processos”, ressalta o Defensor Público-Geral, Hans Lucas Immich.


Compartilhar

Skip to content