Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Se clicar em "Rejeitar Cookies", os cookies que não forem estritamente necessários serão desativados. Para escolher quais quer autorizar, clique em "Gerenciar cookies". Saiba mais em nossa Declaração de Cookies.

Pular para conteúdo principal

Planejamento Estratégico: DPE-RO inicia prática de rituais de gestão em diversas comarcas com apoio da consultoria do Instituto Aquila

Publicado em:

A Defensoria Pública do Estado de Rondônia iniciou neste mês de Abril mais uma etapa do processo de aplicação dos atos e práticas previstos pelo Planejamento Estratégico da instituição para o quadriênio 2021-2024, para o desenvolvimento e fortalecimento da instituição.

Nesta etapa, diversos núcleos da Defensoria Pública passaram pela prática dos rituais de gestão com o apoio do Instituto Aquila, realizados por videoconferência com os coordenadores dos Núcleos (defensoras e defensores) e suas equipes.

Os rituais de gestão são reuniões sistemáticas e periódicas para análise dos resultados, acompanhamento da execução das ações e principalmente, definição de contramedidas para alcance dos resultados propostos no Planejamento Estratégico.

Entre os Núcleos que iniciaram a prática dos Rituais de Gestão, estão as unidades da DPE-RO em Buritis, Cacoal, Cerejeiras, Colorado do Oeste, Guajará-Mirim, Ji-Paraná, Machadinho do Oeste, Ouro Preto do Oeste, Rolim de Moura e Santa Luzia do Oeste.

“O propósito dos Rituais de Gestão, parte da modernização da Gestão Tática dos Núcleos, é auxiliar os Coordenadores na gestão deles, além de fomentar uma visão de futuro e melhoramento contínuo”, explica o Consultor Sócio do Aquila, Matheus Resende Faria.

Como aponta o Defensor Público-Geral, Hans Lucas Immich, com a adoção destes processos, a Defensoria Pública do Estado de Rondônia vem realizando um controle não apenas quantitativo, mas qualitativo do trabalho realizado pela atividade-fim e que produz os indicadores necessários para as melhorias da Gestão Tática dos Núcleos.

“Estamos dando mais um passo em direção ao aprimoramento e melhora, não apenas dos rituais de Gestão dos Núcleos, mas de todo o fluxo de trabalho que envolve a atuação das equipes da Defensoria, resultando assim numa melhora do atendimento às assistidas e aos assistidos”, pontua Hans Lucas Immich.

Como aponta o Consultor Matheus Resende, uma nova rodada de Rituais de Gestão está programada para segunda semana de maio e os indicadores de cada Defensoria podem ser acompanhados através da Internet.


Compartilhar