Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Se clicar em "Rejeitar Cookies", os cookies que não forem estritamente necessários serão desativados. Para escolher quais quer autorizar, clique em "Gerenciar cookies". Saiba mais em nossa Declaração de Cookies.

Pular para conteúdo principal

Centro de Estudos da Defensoria Pública e Nudem realizam Roda de Conversa em homenagem ao “Julho das Pretas” no Centro de Ressocialização Sueli Maria Mendonça

Publicado em:

No mês de julho é comemorado no Brasil, o movimento conhecido como Julho das Pretas: uma ação de incidência política e agenda conjunta e propositiva com organizações e movimento de mulheres negras do Brasil, em alusão ao Dia Internacional da Mulher Negra Afro Latina Americana e Caribenha, dia 25 de julho.

Nesse contexto, a Defensoria Pública do Estado de Rondônia, por meio do Centro de Estudos e do Núcleo Especializado de Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher (Nudem), em parceria com o Grupo de Pesquisa Ativista Audre Lorde e com a Cáritas Arquidiocesana de Porto Velho, vai realizar uma Roda de Conversa em homenagem ao “Julho das Pretas” no Centro de Ressocialização feminino Sueli Maria Mendonça em Porto Velho, nesta quarta-feira, 20, a partir das 8 horas.

O evento vai contar uma apresentação cultural das servidoras da Defensoria Pública Silvânia Pinto de Souza e Débora Lee Abreu Magalhães de Sá, que apresentaram números musicais para os presentes. Logo após, acontece a Roda de Conversa com a presença de debatedoras e debatedores, com a participação das mulheres em situação de privação de liberdade que se encontram no Centro de Ressocialização.

Entre os integrantes da Defensoria Pública que participarão da Roda de Conversa estão: a defensora pública Sílvia Raskovisch, Diretora do Centro de Estudos; a defensora pública Débora Machado Aragão, Coordenadora no Núcleo de Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher (Nudem); a defensora Rithyelle de Medeiros Bissi do Nascimento, que atua na área de Execução Penal; e o defensor público Fábio Roberto de Oliveira Santos, que atua no Núcleo Cível de Porto Velho.

Além das defensoras e defensores, também participam do debate como convidados: a advogada especialista em Direito de Família, Vice-presidente da Comissão de Igualdade Racial e Verdade da Escravidão Negra, Brígida Amanda Oliveira Rodrigues; a coordenadora estadual do Programa “Fazendo Justiça do CNJ”, em parceria com o PNUD/ONU, pesquisadora na área de Justiça Criminal e Membra da Frente Estadual pelo Desencarceramento do Rio de Janeiro, Ariane Caçador Martins; e o advogado e Pesquisador do CNPq e do grupo de pesquisa e intervenções sobre violência e subjetividade da faculdade de psicologia da UFC, o doutorando em Sociologia, Marcus Giovani Ribeiro Moreira. Por fim, um lanche será servido a todas e todos pela Cáritas Arquidiocesana de Porto Velho.


Compartilhar

Skip to content