Pular para conteúdo principal

Corregedoria-Geral da Defensoria Pública do Estado de Rondônia realiza correição em 14 Núcleos da instituição

Publicado em:

O Corregedor-Auxiliar, Victor Hugo de Sousa Lima, e o Corregedor-Geral, Marcus Edson de Lima, com a equipe do Núcleo de Vilhena.

A Corregedoria-Geral da Defensoria Pública, representada pelo Corregedor-Geral, Marcus Edson de Lima, e pelo Corregedor-Auxiliar, Victor Hugo de Souza Lima, realizou correição em quatorze Núcleos da instituição no interior.

Ao todo, aproximadamente 3000 quilômetros foram percorridos pela equipe da Corregedoria, em cinco dias de atividades correcionais. Os Corregedores cumpriram agenda nos Núcleos da Defensoria Pública do Estado de Rondônia nas seguintes Comarcas: Vilhena, Colorado do Oeste, Cerejeiras, Rolim de Moura, São Francisco do Guaporé, São Miguel do Guaporé, Alta Floresta D’Oeste, Nova Brasilândia D’Oeste, Santa Luzia do Oeste, Alvorada D’Oeste, Pimenta Bueno, Espigão D’Oeste, Cacoal e Presidente Médici.

Durante as atividades, a equipe da Corregedoria realizou coleta de dados estatísticos preliminares, entrevistas com defensoras e defensores Públicos de cada Núcleo e acompanhamento da rotina de atividades, bem com, também foram verificadas as questões atinentes a Corregedoria-Geral, como forma de atendimento, números de atendimentos, questões relacionadas ao corpo de servidores e servidoras de cada Núcleo, sendo tudo documentado para ser compilado em um relatório que será expedido pela Corregedoria-Geral.

O Corregedor-Geral destaca a importância da atuação. “As visitas da Corregedoria-Geral buscam analisar as dificuldades encontradas pelos núcleos e bem como questões relacionadas a este órgão correicional. Uma das finalidades precípuas é identificar se há violações às prerrogativas dos membros e como podemos auxiliar para que não ocorra. Um dos motes desse mandato na Corregedoria é garantir que todos os (as) colegas tenham plena garantia que possam exercer suas atividades com independência funcional e todas garantias previstas.

O objetivo é sempre o fortalecimento institucional, muito mais que atuação correicional. Também é nossa meta identificar e reunir dados relacionados a atendimentos, isso com a finalidade de aprimorar e criar normas para a uniformização em todo o Estado”, salienta Marcus Edson de Lima.

“A presença da Corregedoria-Geral nos núcleos do interior do Estado, por meio das visitas realizadas, é de extrema importância para o aprimoramento do serviço público prestado pela Defensoria Pública, pois permite entender as dificuldades enfrentadas pelas defensoras e defensores públicos, coletar dados e prestar o apoio necessário ao desenvolvimento das atividades institucionais. O diálogo é a melhor ferramenta para o aperfeiçoamento institucional e consequente aumento da qualidade e eficiência do atendimento prestado aos assistidos”, afirma o Corregedor-Auxiliar, Victor Hugo de Souza Lima, que acompanhou de perto todas as diligências.


Compartilhar

Skip to content