Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Se clicar em "Rejeitar Cookies", os cookies que não forem estritamente necessários serão desativados. Para escolher quais quer autorizar, clique em "Gerenciar cookies". Saiba mais em nossa Declaração de Cookies.

Pular para conteúdo principal

Defensoria Pública e o projeto da cartilha Nossa Querida Bia na mídia Rondoniense

Publicado em:

Na recente quarta-feira, 07, a Defensoria Pública foi chamada para retornar à escola Pequeno Gênio, localizada na zona sul de Porto Velho, para discutir com as crianças sobre a cartilha “Nossa querida Bia”, projeto de autoria da Defensoria Pública da Bahia, que reúne minicontos com o principal objetivo do enfrentamento ao racismo desde a infância.

Os Defensores Públicos Eduardo Guimarães Borges e Fábio Roberto de Oliveira Santos concederam entrevista à Rede Amazônica para falar sobre o projeto, que teve lançamento em fevereiro deste ano, na Escola Pequeno Gênio. A entrevista foi transmitida pelo Jornal de Rondônia 1ª e 2ª Edição, da TV Amazônica.

“A educação em direitos, é um papel contemporâneo da Defensoria Pública de extrema relevância. Levar o projeto Nossa Querida Bia para as escolas de Porto Velho tem sido uma experiência incrível na educação em direitos e enfrentamento ao racismo”, afirmou Eduardo Guimarães Borges.

“As rodas de conversas com as crianças sobre racismo têm uma importância muito grande nessa fase de formação da personalidade da cidadania dos alunos. A defensora Pública Ada Alves dos Reis Mendes e eu fomos pela primeira vez em fevereiro deste ano. Os temas trabalhados naquele momento ainda estavam latentes na criançada. Esses encontros são experiências muito bacanas e exigem uma metodologia ativa e lúdica para atingirmos nossos objetivos institucionais de promover direitos e a igualdade étnico-racial. O mais gostoso é quando no final eu peço um abraço coletivo da meninada, isso não tem preço”, enfatizou Fábio Roberto de Oliveira Santos


Compartilhar

Pular para o conteúdo