Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Se clicar em "Rejeitar Cookies", os cookies que não forem estritamente necessários serão desativados. Para escolher quais quer autorizar, clique em "Gerenciar cookies". Saiba mais em nossa Declaração de Cookies.

Pular para conteúdo principal

A Defensoria Pública de Rondônia e a Ouvidoria-Geral Externa participam de audiência pública na comunidade quilombola Forte Príncipe da Beira

Publicado em:

A audiência pública foi realizada no dia 21 de agosto de 2023, no território quilombola da comunidade do Forte Príncipe da Beira, em Costa Marques, distante 714 quilômetros de Porto Velho-RO, com a presença da Ouvidora-Geral Externa da DPE-RO, Amanda Michalski da Silva, e da defensora pública Jamyle Rezende Gonzalez do Valle Barbosa, que atua na Comarca de Costa Marques.

O objetivo da audiência foi escutar as principais reivindicações, denúncias e anseios dos povos indígenas e das comunidades quilombolas, extrativistas e ribeirinhas de Rondônia. Entre os órgãos, instituições e organizações sociais presentes estavam representantes das Secretarias Estaduais de Educação, Saúde, Assistência Social, do INCRA, do COMIN, CPT-RO, CIMI, OSR e UNIR. A audiência pública fez parte da agenda do IV Encontro dos Povos e Comunidades tradicionais de Rondônia, guiado pelo tema Território e Educação: o grito de todos os Povos. O encontro, promovido pela Rede dos Povos e Comunidades tradicionais de Rondônia ocorreu entre os dias 19 e 20 de agosto de 2023.

A Ouvidora-Geral da DPE-RO, Amanda Michalski, frisou a importância da Audiência Pública realizada no dia 21 de agosto. “A audiência pública possibilitou que esses povos e comunidades pudessem expor suas reivindicações relacionadas a saúde, educação e falta de acesso a outras políticas públicas necessárias a preservação dos direitos humanos básicos, assim como direitos territorial, cultural e ambiental garantidos legalmente a toda sociedade rondoniense”, ressalta.

A defensora pública Jamyle Rezende Gonzalez do Valle Barbosa agradeceu pela oportunidade de participar da Audiência Pública, que evidenciou, sobretudo, a sabedoria e o sofrimento da comunidade ali presente.  Nesse sentido, informou que, desde março de 2023, o Núcleo da Defensoria Pública do Estado de Rondônia em Costa Marques conta com Defensor Público lotado especificamente na comarca, facilitando assim a aproximação da instituição com as demandas locais.

Por fim, apontou a missão constitucional da Defensoria Pública quanto à assistência jurídica integral e gratuita em favor dos necessitados. E esclareceu: “Este conceito deve ser entendido para além do aspecto econômico, incluindo todos aqueles que são necessitados de Justiça, como é o caso dos povos e comunidades tradicionais”

IV Encontro dos Povos e Comunidades tradicionais

O IV Encontro dos Povos e Comunidades tradicionais de Rondônia, que aconteceu nos últimos dias 19 e 20 de agosto, contou a presença de indígenas, quilombolas, extrativistas, ribeirinhos, camponeses que se reuniram na reivindicação por território e pela asseguração de direitos básicos e fundamentais. O encontro contou com a participação de lideranças regionais e comunidades participantes para esse grito de resistência que seguira fortalecendo e resistindo com o grito “território livre já”.


Compartilhar

Pular para o conteúdo