Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Se clicar em "Rejeitar Cookies", os cookies que não forem estritamente necessários serão desativados. Para escolher quais quer autorizar, clique em "Gerenciar cookies". Saiba mais em nossa Declaração de Cookies.

Pular para conteúdo principal

Defensoria Pública firma Termo de Cooperação com o Tribunal de Contas e Instituto Federal de Rondônia para elaboração de programa para a gestão de vagas em creches municipais

Publicado em:

Nesta segunda-feira, 04, a Defensoria Pública de Rondônia promoveu, em seu auditório, a solenidade de formalização do Termo de Cooperação com o Tribunal de Contas e com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (Ifro) para elaboração, implementação e utilização de um software de gestão de vagas em creches municipais em todo o estado.

Compondo a mesa de autoridades, participaram presencialmente do evento o Defensor Público-Geral, Victor Hugo de Souza Lima; o Presidente do TCE-RO, Paulo Curi Neto; e a Diretora do Centro de Estudos da instituição, defensora pública Késia Gonçalves de Abrantes Neiva. De maneira virtual, participaram a Presidente do Instituto Articule, Alessandra Gotti; e a Presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), professora Luslarlene Umbelina de Souza Fiamett.

Como explica o Defensor Público-Geral, o objetivo do termo de cooperação entre Defensoria, Ifro e TCE-RO é o desenvolvimento de uma solução de tecnologia para a regulação das vagas em creches em todos os municípios do estado de Rondônia. Ao Ifro compete à construção do software que está sendo financiado pelo Tribunal do Contas do Estado. A Defensoria Pública de Rondônia, por sua vez, disponibilizará seu sistema de dados para hospedar o novo software e assim permitir a sua operacionalização.

Em sua fala, o Defensor Público-Geral, Victor Hugo de Souza Lima ressaltou a importância da parceria entre Tribunal de Contas e Defensoria Pública. “Agradeço ao Tribunal de Contas por tão importante parceria e também por todas as outras que desenvolvemos e estamos desenvolvendo conjuntamente. É por essa parceria, que hoje somos a primeira Defensoria Pública do país em índice de transparência pública, com 96,45%. Isso é fruto de um trabalho conjunto e todas as gestões anteriores que vêm observando essas medidas de transparência e de integridade. O cenário da educação em Rondônia precisa muito da atenção de todos os órgãos, porque sem essa parceria nada seria possível e frutífero como vem sendo e como será futuramente”, concluiu.

Por sua vez, o Presidente do TCE-RO apontou que essa união visa resolver o grave problema da falta de vagas em creches no estado. “Nós temos um problema gravíssimo em relação às vagas em creches, mesmo com a expansão de 4 mil vagas nos últimos anos, temos uma taxa de atendimento pouco inferior de 20% do total da demanda, uma das piores taxas do país. Dessa maneira, o Tribunal de Contas optou pela priorização da política educacional e a partir disso pensamos na combinação de instrumentos tradicionais de atuação do Tribunal, como fiscalizações e auditorias operacionais com soluções que consideramos como inovadoras como diálogo, articulação, colaboração, indução e formação por meio da nossa Escola de Contas. Além do Gaepe, que tem feito pesquisas e questionários para entender a situação das creches em Rondônia, nós pensamos que podíamos colaborar com a gestão de vagas de creche no estado. Pensando nisso, estamos articulando juntamente ao Ifro a criação de uma sistema informatizado para auxiliar na regulação das vagas de creche”, ressaltou.

A defensora pública Kesia Gonçalves também ressaltou a importância do software em sua fala. “É importante nós aderirmos a esse trabalho de organização que tem sido feito e entendermos como funciona o sistema informatizado que vai gerir essas vagas, e que para nós, defensoras e defensores, vai ser um sistema muito útil, ainda mais para nossas assistidas e assistidos”, frisou.

Após o momento de falas, o Secretário de Gestão Estratégica do Tribunal de Contas, Igor Tadeu Ribeiro de Carvalho, explicou a todas e todos presentes no evento sobre como funcionará o software de gestão de vagas em creches.

Além disso, o evento contou com a exibição do curta-metragem “Ela Mora Logo Ali”, dirigido por Fabiano Barros e Rafael Rogante e que traz a vivência de uma mãe atípica em seu enredo. Após a exibição do filme, foi aberto um espaço de discussão com a produtora Emilly Lamarão e com a mensagem da atriz Agrael Pereira.


Compartilhar

Pular para o conteúdo