.
Banner
Você está aqui: Home

Roraima: Condege discute situação de imigrantes venezuelanos em solo brasileiro

E-mail Imprimir

A Defensoria Pública do Estado de Rondônia participou nesta sexta-feira, 28, da XXIX Reunião Ordinária do Colégio Nacional dos Defensores Públicos-Gerais (Condege), representada pelo Defensor Público-Geral, Marcus Edson de Lima, e pelo Subdefensor Público-Geral, Hans Lucas Immich.

Um dos principais assuntos debatidos nesta sexta-feira, 28, foi a Migração, da Constituição ao impacto Jurídico, Econômico e Político, tema escolhido devido aos desafios enfrentados pelo Estado de Roraima, em especial sua capital, Boa Vista, diante da questão da imigração de venezuelanos para o país.

“Participar de uma reunião do Condege que debate este tema tão crítico e ao mesmo tempo de tamanho caráter humanitário, muito me comove enquanto Defensor Público-Geral e membro do Colégio. Acredito na união de forças das Defensorias Públicas para que o Estado consiga atingir uma paz social e um equilíbrio, respeitando os direitos de todos os imigrantes e promovendo a cidadania”, afirma o Defensor Público-Geral, Marcus Edson de Lima.

“É uma questão humanitária. São 12 mil pessoas, crianças, mulheres e homens tentando recomeçar em solo brasileiro. A ajuda é dever de todos. Defensoria Pública somando esforços nessa batalha”, também pontuou o Subdefensor Público-Geral, Hans Lucas Immich.

Além dos Defensores Públicos-Gerais, participaram da reunião representantes do Governo Estadual e Municipal, do coordenador da Operação Acolhida, general Eduardo Pazuello, da oficial de Relações Institucionais do ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados), Thais Menezes e da sociedade Civil, Valdiza Carvalho, vice-presidente da Cáritas Diocesana.

O evento contou ainda com exposição de artesanato dos povos indígenas da etnia Wai-Wai, e de quadros artísticos. Durante à tarde, os defensores visitaram o abrigo Rondon III para verificar in loco a problemática da imigração e os impactos dela.

Joomlart