.
Banner
Você está aqui: Home

DPE discute fluxograma de atendimento da rede Lilás de combate à violência contra mulher

E-mail Imprimir

A Defensoria Pública do Estado de Rondônia é uma das instituições que integram a rede Lilás de Atendimento e Enfrentamento à Violência Contra Mulher, e, nesta segunda-feira, 04, a instituição esteve presente na reunião que discutiu a criação de um fluxograma para o atendimento à mulher vítima de violência.

A Coordenadora do Núcleo de Defesa e Promoção de Direitos da Mulher, Silmara, Borghelote,  a Ouvidora-Geral Valdirene Oliveira, e a analista em Serviço Social da Defensoria Pública, Jailena Cabral estiveram presentes.

“Inicialmente cada instituição teve a oportunidade de apresentar os serviços e trabalhos que desenvolvem no atendimento a mulher em situação de violência doméstica. Essa parte foi importante para construção do fluxograma, assim cada órgão pôde conhecer mais os trabalhos desenvolvidos pelas outras instituições”, explicou Jailena Cabral.

Segundo ela, a reunião serviu também para a realização de debates e esclarecimentos de dúvidas. Posteriormente, o público presente foi divido em três grupos.

“O primeiro grupo foi para construção de um formulário unificado, para evitar a revitimização da mulher ao procurar ajuda. A proposta do Major Marcelo, coordenador da Patrulha Maria da Penha, é criar um formulário on-line em que os servidores das instituições da Rede Lilás, por meio de senha, terão acesso às informações, respeitando a questão de sigilo. Dependendo da instituição, os usuários terão acesso a determinado dados. Ainda não há data prevista para iniciar esse formulário online”, explica Jailena.

O segundo grupo foi responsável pela construção do fluxograma. O terceiro grupo foi integrado pelas instituições que não trabalham diretamente como porta de entrada do atendimento a mulher em situação de violência doméstica, como a Ouvidoria da Defensoria Pública, por exemplo.

Instituições participantes

Além da Defensoria, participaram da reunião: representantes da sociedade civil, do Tribunal de Contas do Estado, da Polícia Militar de Rondônia, Centro de Referência em Assistência Social (Creas Mulher), da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), do Coletivo Multivozes, do Fórum Popular das Mulheres e da Comunidade  Livre (Comcil).

Joomlart