.
Banner
Você está aqui: Home

Defensoria participa de audiência sobre o modelo de construção do novo pronto-socorro da capital

E-mail Imprimir

Na tarde de segunda-feira (4), o Corregedor Geral da Defensoria Pública do Estado de Rondônia, Marcus Edson de Lima, participou de uma audiência pública na Assembleia Legislativa do Estado (ALE-RO) para debater o modelo de construção do João Paulo II, o novo pronto-socorro de urgência e emergência de Porto Velho.

A audiência pública foi proposta pelo Deputado Estadual Marcelo Cruz que aponta a modalidade “Built to Suit” como modelo ideal para nova obra do hospital. “A nossa intenção é discutir a viabilidade da contratação no modelo Built to Suit (BTS), pelo setor público. O BTS é um modelo já utilizado e também é conhecido como 'locação sob medida', pois o locador obriga-se a construí-lo nas exatas especificações exigidas pelo locatário", explicou o deputado.

“É muito importante para a Defensoria participar deste processo que representará um grande avanço para a saúde pública do município de Porto Velho, com impacto em todo o Estado de Rondônia”, explica o Corregedor-Geral da Defensoria, Marcus Edson de Lima.

“Atuamos para defender a população hipossuficiente do Estado, e a área da saúde é uma das nossas principais áreas da atuação. Defender a criação deste novo João Paulo II é uma ação fundamental para garantir o acesso à cidadania doas assistidos da Defensoria Pública”, finalizou.

A audiência contou com a presença do governador Marcos Rocha, do presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes, o secretário estadual de Saúde (Sesau), Fernando Máximo, a secretária estadual de Ação Social (Seas), Luana Rocha, o chefe da Casa Civil, Junior Gonçalves, os deputados estaduais Luizinho Goebel, Chiquinho da Emater; e o deputado federal Léo Moraes

Também estiveram presentes: o juiz Sérgio Wiliiam, secretário geral do TJ/RO, o diretor do João Paulo II, Carlos Eduardo, o superintendente da Supel, Márcio Rogério, o advogado Fernando Maia, representando a OAB/RO, os engenheiros Luciano Domingos, da empresa Engecom, Rafael Granjeiro, do TJ/RO e o secretário do TCE, Domingos Sávio.

 

Joomlart