.
Banner
Você está aqui: Home

Defensoria Pública participa de posse da nova cúpula diretiva do Tribunal de Justiça

E-mail Imprimir

A Defensoria Pública participou da sessão solene de posse da nova cúpula diretiva do Tribunal de Justiça de Rondônia para comandar a Instituição no biênio 2020/2021 que foi realizada na sexta-feira, 6, no Tribunal Pleno, com a presença de várias autoridades, servidores e familiares dos empossados, consolidando a decisão da corte de agosto de 2019, em que elegeu, por unanimidade, a nova composição. O defensor público Kelsen Henrique, chefe de gabinete da DPE-RO, representou o Defensor Público-Geral, Hans Lucas Immich, durante o evento.

A cerimônia foi conduzida pelo presidente do Tribunal de Justiça Walter Waltenberg Silva Junior, que iniciou o seu discurso com um dos contos do mestre popular da Turquia, Nasrudin, para ilustrar o momento em que, habitualmente, fala-se das ações realizadas. De maneira descontraída, o magistrado disse sentir-se "emocionado em passar o bastão para os colegas da época em que éramos assessores de desembargadores do Tribunal de Justiça de Rondônia, há 36 anos".

O presidente do TJRO agradeceu ao vice-presidente Renato Mimessi, ao Corregedor-Geral José Jorge, aos juízes auxiliares da presidência, Sérgio William Teixeira, Euma Tourinho e Silvana Freitas; aos secretários e aos servidores de todas as unidades do Judiciário em todo o Estado de Rondônia. Agradeceu, também, à Ordem dos Advogados do Brasil, "pela compreensão que sempre teve relativamente às dificuldades que enfrentamos juntos e por serem parceiros sempre e principalmente no desenvolvimento do nosso PJe".

Cumprindo o rito regimental, o presidente do TJRO convidou os empossandos a prestarem juramentos. Em seguida, foram colhidas as assinaturas e, por último, foram declarados empossados nos cargos. Primeiramente, foram empossados o vice e o diretor da escola, juiz Edenir Albuquerque e desembargador Miguel Monico. Em seguida, o corregedor-geral da Justiça, desembargador Valdeci Castellar Citon. E, por último, a vice-presidente, desembargadora Marialva Daldegan Bueno e o presidente, desembargador Paulo Kiyochi Mori.

Em seu discurso de posse, Kiyochi Mori falou de sua trajetória de vida ao chegar, com 23 anos, ao recém-instalado Estado de Rondônia, e acumulado experiências profissionais na advocacia, além de ter sido assessor de desembargador, tornando-se, posteriormente, magistrado, até alcançar o mais alto posto dentro do Poder Judiciário. "Gratidão ao Estado de Rondônia e a seu povo pela acolhida. Para chegar onde chegamos, concluímos que as pessoas precisam de oportunidades para apresentar os seus conhecimentos e colocá-los em prática. Eu tive essa oportunidade: ingressei como assessor e, após 36 anos, chego ao topo máximo da carreira da magistratura do Estado de Rondônia, no comando do Poder Judiciário. Algo inimaginável. Galgando passo a passo com dedicação e respeito aos mais experientes chego a esse cargo. Tudo a seu tempo".

Como desafio, o desembargador ressaltou a importância da união de esforços para garantir uma boa gestão.  “Necessitamos caminhar de forma integralizada, com acesso às informações e colaboração eficaz da tecnologia da informação para termos uma visão macro de todos os setores. Assim, sem dúvida, o caminho será mais suave”, disse.

Fonte: Tribunal de Justiça

Joomlart