.
Banner
Você está aqui: Home

DPE informa: Unir e Emeron abrem inscrições para processo seletivo de mestrado em Direitos Humanos

E-mail Imprimir

A Defensoria Pública do Estado de Rondônia informa a todos os membros e servidores da instituição sobre a abertura das inscrições para o processo seletivo da quarta turma do mestrado profissional interdisciplinar em Direitos Humanos e Desenvolvimento da Justiça (DHJUS), ofertado pela Universidade Federal de Rondônia (Unir) em parceria com a Escola da Magistratura do Estado de Rondônia (Emeron), onde as aulas são realizadas.

Podem participar candidatos portadores de diploma de nível superior reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC) ou convalidado por instituição credenciada pelo MEC, sendo as vagas distribuídas da seguinte maneira: 6 para ampla concorrência, 16 destinadas ao Tribunal de Justiça de Rondônia (12 para magistrados e quatro para servidores), e uma vaga para servidores da Unir, totalizando 23 vagas.

Para se inscrever é necessário preencher um formulário online (//sigaa.unir.br/sigaa/public/processo_seletivo/lista.jsf), com o respectivo projeto de pesquisa até as 12h do próximo dia 15 de fevereiro. A seleção será realizada por meio de prova escrita (4 de março) e realização de entrevistas (16 a 18 de março). O resultado será publicado no dia 23 de março. As aulas começam no dia 6 de abril. As regras de participação podem ser consultadas no Edital nº 01/2019/PPG/DHJUS/UNIR.

Sobre o DHJUS

Iniciado em 2017 e desenvolvido em conjunto pela Unir e Emeron desde sua proposta de criação, o programa conta com o reconhecimento do MEC e tem a finalidade de promover a qualificação profissional dos membros e servidores das carreiras do Poder Judiciário e demais profissionais atuantes nas instituições do sistema de justiça da região Norte.

O mestrado tem duração máxima de 24 meses e é dividido em duas linhas de pesquisa: “Direitos Humanos e Fundamentos da Justiça” e “Políticas Públicas e Desenvolvimento da Justiça”, com três disciplinas obrigatórias de 60 horas-aula: “Metodologia da Pesquisa Interdisciplinar”, “Jurisdição e Direitos Humanos” e “Teorias da Justiça”. Já a carga horária das onze disciplinas optativas é de 30 horas-aula, entre elas “Criminologia Crítica, Execução Penal e Alternativas Penais”, “Teoria das Decisões” e “Justiça Criminal e Segurança Pública”.

Fonte: Assessoria de Comunicação – Emeron

Joomlart