.
Banner
Você está aqui: Home

Defensoria Pública realiza Webinário sobre Identidade e o Empoderamento da Mulher Negra

E-mail Imprimir

Na próxima sexta-feira, dia 24 de julho, o canal do Youtube da Defensoria Pública do Estado de Rondônia vai transmitir o Webinário sobre Identidade e Empoderamento da Mulher Negra , evento promovido pelo Núcleo de Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher (Nudem) com apoio do Centro de Estudos da DPE-RO.

Três palestrantes mulheres e negras, que atuam em diversas áreas profissionais e artísticas do estado de Rondônia, foram convidadas para realizarem a exposição e o debate do tema do webinário.

São elas: Inaê Nogueira Level, socióloga e professora da rede pública de ensino; Marcela Bonfim, economista e ativista cultural pelas causas dos negros e povos tradicionais, e idealizadora do projeto “(Re) Conhecendo a Amazônia Negra: povos, costumes e influências negras na floresta”; Rosangela Aparecida Hilário, professora do Departamento de Ciências da Educação da Universidade Federal de Rondônia e Líder do Grupo de Pesquisa Ativista Audre Lorde.

O webinário vai contar também com a mediação de Ana Paula Marques, que é estagiária de Direito no Nudem/DPE-RO, e graduanda pela Universidade Federal de Rondônia (Unir), que atuou diretamente na elaboração e organização do evento, com a supervisão da Coordenadora do Nudem, defensora pública Silmara Borghelot.

Data importante

Conforme explica a estagiária de Direito Ana Paula Marques, o seminário online será realizado em alusão ao dia 25 de julho, sábado, que é o dia internacional da mulher negra latino-americana e caribenha, além de marcar também o dia nacional de Tereza de Benguela, que foi uma líder quilombola símbolo da luta pela liberdade e resistência da mulher negra no Brasil.

“O reconhecimento dessa data é fundamental para enfatizarmos o protagonismo das mulheres negras na formação social, cultural e política do Brasil. Por meio, do webinário nós pretendemos promover um espaço de diálogo onde outras mulheres possam reconhecer a importância de se autoafirmar tal como elas são, e a partir disso poder honrar as mulheres negras que nos trouxeram até aqui e continuar lutando por melhores condições sociais. Organizar o evento está sendo bem significativo, pois contaremos só com mulheres negras e de referência no estado de Rondônia”, explica a estagiária em Direito, Ana Paula Marques.

Mulher Negra na Defensoria

A servidora Mariana Martins, que trabalha como assessora no Núcleo da DPE-RO em Ariquemes também deixou seu relato de como é trabalhar na DPE-RO, sendo uma profissional mulher e negra. Segundo ela, racismo e machismo não são apenas desafios, mas obstáculos para mulheres negras, que na maior parte das vezes, são impedidas de ocupar espaços na sociedade e no mercado de trabalho.

“Enquanto servidora da Defensoria Pública, sou privilegiada, e me sinto honrada e feliz em ter voz no meu local de trabalho. No entanto, mais do que debater e trazer o tema pro nosso cotidiano, é preciso realizar um exercício diário de avaliação e questionamento de como cada um de nós pode agir para que esses obstáculos que estão internalizados na sociedade e acabam sendo normalizados pelo senso comum, podem ser rompidos. As mulheres negras, por consequência, estão sendo diariamente mortas”, explica.

“É um dever de cada um de nós realizar esse exercício diário de observação e autoquestionamento, conforme propõe a filósofa Djamila Ribeiro, verificando, na prática, quantas mulheres negras estão presentes nos nossos círculos sociais e de trabalho, e qual o papel desempenhado por elas. Constatada a realidade, nos cabe questionar de que forma isso nos incomoda e o que podemos fazer para alterar esse quadro, porque a mudança é urgente”, conclui Mariana.

Certificado de participação

O evento contará com certificado de participação de 3 horas-aula, mediante o preenchimento de formulário cujo link que será disponibilizado durante a apresentação do webinário. Lembrando que podem participar pessoas de todo o país.

Joomlart