.
Banner
Você está aqui: Home

No dia nacional do estagiário, 18 de agosto, estagiários da DPE-RO relatam suas experiências

E-mail Imprimir

Celebramos hoje, no dia 18 de agosto, o Dia Nacional do Estagiário: uma data que remonta ao dia 18 de agosto de 1982, dia em que foi publicado o Decreto Nacional Nº 87.497 que regulamentou o estágio no Brasil.

Atualmente a Defensoria Pública do Estado de Rondônia conta com 87 estagiários, e já realizou, ao longo de sua história, 10 processos seletivos de estágio, tendo recrutado centenas de acadêmicos, dos mais variados cursos como Direito, Letras, Administração, Comunicação Social (Jornalismo e Publicidade), Psicologia, Serviço Social, Contabilidade, Informática e Engenharia Civil.

Para comemorar esta data importante, a Defensoria Pública falou com dois estagiários da instituição: a acadêmica de Direito Renata Afonso, que atua na 24 Defensoria Pública, e o estagiário de Letras, Eduardo, que atua na Diretoria de Recursos Humanos (DRH), para saber como é estagiar na Defensoria Pública.

“A Defensoria agradece o trabalho de cada estagiário que contribui diariamente para o desenvolvimento da instituição e ajuda no fortalecimento do acesso à justiça”, exclama o Defensor Público-Geral, Hans Lucas Immich.

Sonho de ser Defensora Pública

“Meu maior interesse pela Defensoria pública surgiu no início do curso, a paixão pela advocacia, especificamente pela pública, me fez estudar o funcionamento da instituição, a atenção com os assistidos e, sem dúvidas, está sendo a melhor experiência dentro desse 5 anos de curso”, Renata Afonso que atua na 24 Defensoria Pública.

A estagiária conta sobre o quanto está aprendendo em sua atuação como estagiária da DPE-RO. “Aprendo mais do que imaginava, além da equipe incrível que me ajuda diariamente( o aseessor Ruan e o Defensor Público Yassuo Haiashi, titular da 24ª DPE), o manuseio do processo físico me fez ter uma noção maior do processo penal e como ele de fato se instrumentaliz”, explica.

Para ela que quer atuar como membra da instituição, estagiar na Defensoria Pública é um sonho. “Por ser tratar de uma instituição essencial para o Estado de Direito, é indiscutível que os acadêmicos de Direito estudem essa instituição que visa garantir os direitos dos assistidos, aqueles que não tem condições de constituir um advogado. E conhecer a realidade dessa instituição que está em constante crescimento”, finaliza.

Primeiro estagiário de Letras

Eduardo Freire Ribeiro é o primeiro estagiário de Letras da Defensoria Pública de Rondônia e já atua há 11 meses na instituição na Diretoria de Recursos Humanos da instituição.

“Primeiramente, procurei o estágio da Defensoria Pública por ser na minha área e por saber que eu iria trabalhar com o Diário Oficial Eletrônico da instituição. Nesse caso, eu sabia que lidaria muito com a minha formação que é na área de língua portuguesa, questões gramaticais, o que me traria uma experiência muito boa em relação à área de redação, uma área de meu interesse”, explica Eduardo, que já atuou na Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Federal de Rondônia.

Para ele o que mais tem servido de aprendizado, além da questão técnica envolvida na redação do Diário Oficial, é o contato direto com os demais servidores da instituição. “Além das rotinas administrativas, estou aprendendo a lidar com pessoas, pois praticamente todos os servidores da DPE-RO passam pela Diretoria de Recursos Humanos para resolver muitas questões”, explica.

O estágio é uma experiência que todo aluno, tendo a oportunidade, deveria passar. Acredito que deveriam abrir mais vagas em mais órgãos pra estagiários em Letras, porque o estágio que a gente tem na universidade é um estágio obrigatório em sala de aula, mas um estágio não obrigatório com o Diário Oficial e com rotinas administrativas é importante para nossa formação”, explica.

Segundo Eduardo, ele também aguarda o concurso para o quadro administrativo da instituição. “Já miro o concurso da Defensoria, e trabalharia sim na instituição como técnico administrativo, porque acredito que aqui há uma boa relação de trabalho entre os servidores, pois como estagiário mantenho uma boa relação com a minha supervisora e com toda a equipe do setor em que atuo. As pessoas aqui estão sempre dispostas a te ensinar e a te ajudar”, conclui.

Joomlart
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner