.
Banner
Você está aqui: Home

Porto Velho: Após atuação da Defensoria Pública, dois pacientes com Covid-19 conseguem vagas de UTI

E-mail Imprimir

Por meio de ação extrajudicial, o Núcleo da Cidadania da Defensoria Pública de Rondônia conseguiu, na manhã desta segunda-feira, 24, duas vagas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes com Covid-19 que se encontravam nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da Zona Leste e Zona Sul de Porto Velho.

O defensor público Sérgio Muniz Neves, responsável pela ação, conta como tudo aconteceu. “Na manhã desta segunda-feira, 24, recebemos uma informação de que havia dois pacientes com Covid-19 necessitando de uma UTI, havia vaga de UTI, mas por algum motivo eles não eram transferidos”, explica.

Segundo Sérgio Muniz, a Defensoria Pública prontamente agiu para contactar as famílias dos pacientes. “Entramos em contato com os familiares desses dois pacientes, um da Upa Sul e um da Upa Leste, sendo que a filha do senhor que estava internado na Upa Sul, prontamente nos atendeu, explicando toda a situação para a equipe do Núcleo de Cidadania”.

O próximo passo foi requisitar a documentação médica do paciente da Zona Sul. “Recebendo essa informação e os documentos do paciente, imediatamente nós fizemos um ofício, requisitando a documentação médica do paciente para comprovar se ele realmente precisava ser internado ou não, e desde já requisitamos a disponibilização de vaga de UTI para ele de maneira administrativa, ou seja, extrajudicial”.

O defensor público explica que além disso, por meio do motorista do Núcleo da Cidadania, foi realizada diligência na UPA Sul, na qual a Defensoria conseguiu entrar em contato com o diretor das Upas. “Por conta dessa atuação da Defensoria, os dois pacientes, da Zona Sul e Leste, foram transferidos para leitos de UTI na Unidade de Assistência Médica Intensiva (AMI), que é a UTI de retaguarda do estado, que fica na Zona Sul também”, finaliza Sérgio Muniz Neves.

Joomlart
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner