Defensoria de Rondônia inicia implantação do Sistema de Processo Eletrônico e-TCDF

Imprimir

A Defensoria Pública do Estado de Rondônia iniciou, na última semana, a implantação do Sistema de Processo Eletrônico e-TCDF, com a oferta de um curso de capacitação para membros e servidores que compõe o Comitê de Governança e a Comissão de Trabalho Especial para implantação do sistema.

Ao todo, cinco servidores e o Chefe de Gabinete, Kelsen Henrique, participaram do treinamento de cinco dias, ofertado pelos instrutores Charles Vasconcelos e Nubiana Pedruzzi, respectivamente, assessores de Tecnologia de Informação e Governança da Secretária Estratégica de Tecnologia da Informação e Comunicação do Tribunal de Contas de Rondônia.

Para a implantação do sistema na DPE-RO, foi instituído o Comitê de Governança do e-TCDF e a Comissão de Trabalho Especial, formada por membros e servidores, que será responsável por capacitar os(as) demais membros(as) e servidores(as) da Defensoria Pública do Estado de Rondônia quanto ao uso e operação do sistema.

“Vamos implantar o sistema com base no Termo de Cooperação assinado entre Defensoria e Tribunal de Contas de Rondônia, com a transmissão dos direitos do uso do programa e a troca de conhecimento entre as equipes das instituições. Pela primeira vez a DPE-RO terá um sistema eletrônico para gestão de processos, sem nenhum ônus para a instituição”, ressalta o Defensor Público-Geral, Hans Lucas Immich.

O que é e-TCDF?

O Sistema de Processo Eletrônico e-TCDF é uma ferramenta desenvolvida pelo Tribunal de Contas do Distrito Federal que permite a gestão de processos administrativos, desde a criação de novos processos, sua tramitação entre os setores, até o arquivamento dos mesmos. O termo de Cooperação entre Defensoria Pública do Estado de Rondônia e Tribunal de Contas do Estado foi assinado no último dia 10 de março, relembre: https://bit.ly/2SOdSCp.

Participantes do curso

Participaram do curso, o chefe de gabinete, defensor público Kelsen Henrique, e os servidores: Edna Cristina Moraes de Assis, Luan Hortiz Campos, Marcos José Gonçalves Neves, Osvaldo Coutinho Magalhães, Kelsen Henrique Rolim dos Santos e Ricardo José Gouveia Carneiro.