Pular para conteúdo principal

Assistida agradece à DPE por conseguir guarda da neta

Publicado em:

Vitória: Dioni foi acompanhada durante todo o tempo pela Defensoria Pública

Vitória: Dioni foi acompanhada durante todo o tempo pela Defensoria Pública

Emocionada, a assistida Dioni Macedo, que mora em São Paulo, agradeceu à Defensoria Pública do Estado de Rondônia (DPE-RO) pelo empenho que a instituição teve, por meio do Núcleo Maria da Penha, para que ela conseguisse a guarda definitiva  da sua neta BMM, que sofria maus tratos do pai e da madastra – ambos residente em Porto Velho.

“Quero registrar minha gratidão eterna à Defensoria Pública de Rondônia, em especial ao Núcleo Maria da Penha e a equipe do Psicossocial, que não mediram esforços para ajudar-me nessa empreitada durante os 23 dias em que permaneci em Porto Velho lutando para conseguir a guarda de minha neta”, declarou Dione, que é avó paterna de BMM.

Após a Defensoria Pública comprovar via acompanhamento psicossocial que a menor vinha sofrendo maus tratos, a criança foi acolhida no Segundo Conselho Tutelar, à espera da decisão judicial.

De acordo com a denúncia feita à defensora pública Luiziana Teles, comprovada posteriormente, a criança era colocada de joelhos em cima de caroços de milho/feijão. A defensora pública afirmou ainda que madastra costumava castigar a menor deixando-a na caçada debaixo do sol de joelhos.

Era comum também BMM ficar sem comer durante o dia. O pai costumava bater na menor ao chegar a casa à noite, após a madastra relatar que a menina tinha sido desobediente. Na última agressão física sofrida pela criança, ela chegou a ser internada no hospital.


Compartilhar

Skip to content