Pular para conteúdo principal

Empenho: núcleo da DPE-Jaru negocia terreno para construção de sede

Publicado em:

A defensora pública Luciana Castelo Branco (direita) durante reunião com a prefeita Sônia Cordeiro

A defensora pública Luciana Castelo Branco (direita) durante reunião com a prefeita Sônia Cordeiro

A prefeita de Jaru, Sônia Cordeiro, se mostrou sensível ao pleito da Defensoria Pública do Estado (DPE-RO) em adquirir, a título de doação, um terreno para a construção do prédio para abrigar o núcleo da instituição naquele Município.

Representando o defensor público-geral do Estado, Antonio Fontoura Coimbra, a coordenadora do núcleo da DPE-Jaru, defensora pública Luciana Castelo Branco, reuniu-se com a chefe do Executivo municipal na tarde da quarta-feira,14, para discutirem o assunto.

Empenhada em conseguir o terreno, a defensora pública deverá se reunir também com o presidente da Câmera de Vereadores, Valdecir Orlandini, que já recebeu também oficio encaminhado pelo defensor público-geral solicitando apoio do Legislativo municipal na doação.

Demanda

Durante a reunião com a prefeita, a defensora pública justificou o pedido afirmando que a instituição em Jaru funciona atualmente em prédio alugado, sem estrutura suficiente para oferecer conforto ao defensor público, aos servidores e aos assistidos, e com uma demanda de atendimentos que chega a mais de 3.500 ao mês. Os serviços mais procurados são da área de família, destacando-se pensão alimentícia e divórcio.

Luciana Castelo Branco, que vem se empenhando para conseguir que o projeto de doação se concretize, pediu que o terreno a ser cedido seja localizado em área central para que os assistidos tenham o acesso facilitado. A construção do prédio será de responsabilidade da Defensoria Pública.

A prefeita falou da importância da DPE em levar atendimento jurídico gratuito aos carentes de Justiça no município. “É um trabalho humanitário e não há duvida que iremos contribuir para que a instituição tenha uma estrutura condizente com o trabalho que desenvolve”, observou.


Compartilhar

Skip to content