Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Se clicar em "Rejeitar Cookies", os cookies que não forem estritamente necessários serão desativados. Para escolher quais quer autorizar, clique em "Gerenciar cookies". Saiba mais em nossa Declaração de Cookies.

Pular para conteúdo principal

RO terá especialização em mediação; membros da DPE farão o curso

Publicado em:

O subdefensor público-geral participou da reunião ocorrida esta semana na vice-governadoria; ele negocia bolsa para os defensores públicos

O subdefensor público-geral participou da reunião ocorrida esta semana na vice-governadoria; ele negocia bolsa para os defensores públicos

O Governo do Estado, com o apoio da Defensoria Pública (DPE-RO), o Ministério Público (MP-RO) e o Judiciário, promoverá o curso de especialização em Mediação Policial para Solução de Conflitos. A formação está prevista para iniciar em setembro. Está em andamento também o projeto para a realização do congresso latino-americano de mediação.

A Defensoria Pública, segundo informou o subdefensor público-geral do Estado, Marcus Edson de Lima, está negociando bolsa de estudo para os membros da instituição. As propostas para a realização da capacitação e do congresso foram discutidas em reunião realizada na segunda-feira (4) à tarde no gabinete da vice-governadoria.

Participaram da reunião o vice-governador Daniel Pereira, o subdefensor público-geral do Estado, os secretários da Segurança, Defesa e Cidadania, Antônio Carlos dos Reis, e o adjunto, Adilson Pinheiro; o adjunto de Justiça, João Bosco Costa; o representante do Ministério Público, Gabriel Clemente Barbosa e o coordenador técnico legislativo, Helder Rister.

O projeto de mediação desenvolvido pelo Governo do Estado iniciou ano passado quando foi enviado a cidade de Villa-Real, na Espanha, um grupo formado por integrantes da Policia Militar, da Defensoria Pública do Estado para realizarem curso de especialização nessa área. Foram  110 horas de aulas práticas e teóricas.

Ainda no ano passado, o Governo iniciou em Rondônia o curso de especialização em mediação de conflitos, mas foram executados apenas dois módulos. “O curso será retomado agora e ainda promoveremos o congresso”, declarou o vice-governador.

Daniel Pereira falou dos resultados positivos da especialização em mediação ocorrida na Espanha.  “O curso é muito bom e já está apresentando seus primeiros resultados, com a intervenção  de mediadores  que conduziram muito bem a desocupação de imóveis na capital”, declarou, referindo-se aos imóveis localizados no bairro Nova Floresta, cujos ocupantes saíram sem que fosse registrada nenhum tipo de violência. “A mediação está sendo aplicada também na desocupação da área destinada a construção da Estação de Tratamento de Esgoto da Zona Sul”, disse.

O subdefensor geral Marcus Edson participou do curso de mediação na Espanha quando era titular do Núcleo Especializado em Ações Coletivas

O subdefensor geral Marcus Edson participou do curso de mediação na Espanha quando era titular do Núcleo Especializado em Ações Coletivas

Ao falar da importância do curso para a Defensoria Pública, o subdefensor geral afirmou que a mediação contribuirá consideravelmente para reduzir a demanda de processos no Judiciário. Ele citou o caso da desocupação do Nova Floresta em que a DPE teve participação decisiva na solução do conflito. “Vamos adotar o sistema de mediação na instituição progressivamente, à medida que os defensores forem concluindo a formação”, frisou.

Para Marcus Edson de Lima, em um futuro próximo essa forma de resolução de conflitos predominará no Brasil, a exemplo do que já ocorre na Europa. Segundo o membro da DPE-RO, na mediação existem ferramentas e técnicas que são disponibilizadas às partes para que elas mesmas encontrem uma solução para o problema.

 

Fotos: Daiane Mendonça/Decom-Governo
Apoio: Decom/Governo


Compartilhar