Pular para conteúdo principal

DPE empossa nova defensora pública nesta segunda-feira

Publicado em:

Da E para a D: Corregedor-auxiliar Hans Lucas, corregedor-geral Jorge Morais, DPGE Marcus Edson, defensora pública Alessandra Milare e defensor público Bruno Balbé.

Da E para a D: corregedor-auxiliar Hans Lucas, corregedor-geral Jorge Morais, DPGE Marcus Edson, defensora pública Alessandra Milare e defensor público Bruno Balbé.

A Defensoria Pública recebeu, na manhã desta segunda-feira, 12, a mais nova integrante da equipe de defensores públicos da instituição, Alessandra Martins Milare. A posse ocorreu no gabinete da sede da DPE-RO e contou com a presença do Defensor Público-Geral (DPGE), Marcus Edson de Lima, do corregedor-geral , Jorge Morais de Paula, do corregedor-auxiliar, Hans Lucas Immich e do defensor público Bruno Rosa Balbé, presidente da Associação dos Membros da Defensoria Pública de Rondônia (Amdepro).

O DPGE abriu a solenidade ressaltando as características de Alessandra Martins, de quem acompanhou a trajetória até a posse. “Eu senti que você é uma pessoa extremamente vocacionada, que saiu do interior de São Paulo e veio à Guajará-Mirim para ser assessora de defensor, e hoje recolhe os louros do seu esforço como defensora pública”. Marcus também aproveitou para enfatizar a importância do trabalho prestado pelos defensores à instituição “Sua missão aqui será muito grande. O ofício de Defensor Público é muito gratificante, e você, pelo que vi, dá muita importância à carreira”, concluiu.

O corregedor-geral, Jorge Morais de Paula, também fez os seus apontamentos “Que você seja feliz no Estado de Rondônia, do qual sou filho natural. Que você seja abençoada com sapiência para enfrentar essa árdua missão que é atender nossos assistidos, mas tenho certeza que, com sua garra e determinação, você será uma grande e exemplar defensora publica.”.

O defensor Bruno Balbé ressaltou a união entre os integrantes da DPE-RO. “A Defensoria é uma família realmente, e nós precisamos um dos outros para crescer. A turma do terceiro concurso, a qual você pertence, estava ansiosa e aguardando para que você se juntasse a nós. Receba também a acolhida da Amdepro”.

O corregedor-auxiliar, Hans Lucas, também aproveitou para parabenizar Alessandra Martins pela conquista. Muito emocionada, Alessandra Martins Milare agradeceu a todos e leu uma bela mensagem que preparou especialmente para a ocasião. A mensagem foi de agradecimento a todos que a apoiaram e ajudaram em sua trajetória e terminou com um poema do compositor argentino, Fito Paéz:

“Quem disse que está tudo perdido?
Eu venho oferecer meu coração,
tanto sangue que o rio levou,
eu venho oferecer meu coração.

Não será tão fácil, agora sei,
não será tão simples como eu pensava,
é como abrir o peito e sacar a alma,
uma facada de amor.

Lua dos pobres sempre cheia,
eu venho oferecer meu coração,
como um documento inalterável
eu venho oferecer meu coração.

E unirei as pontas de um mesmo laço,
e irei tranquilo, irei no meu passo,
e te darei tudo, e me darás algo,
algo que me alivie um pouco mais.

Mesmo que não haja ninguém perto ou longe,
eu venho oferecer meu coração,
mesmo que os satélites não alcancem,
eu venho oferecer meu coração.

Falo de países e de esperanças,
falo pela vida, falo por nada,
falo de mudar essa nossa casa
de mudá-la por mudar, sem mais.

Quem disse que está tudo perdido?
Eu venho oferecer meu coração.”

“Sim! No dia de hoje eu ofereço o meu coração a essas pessoas que tanto necessitam de alguém que as enxergue, que as ouça e que lute pelos seus direitos! Pois sei que é somente com muito amor, entrega e dedicação que será possível defensorar plenamente”, concluiu a mais nova defensora pública.


Compartilhar

Skip to content