Pular para conteúdo principal

Carreira de defensor público é destaque no II Café Jurídico Processual: Funções Essenciais à Justiça

Publicado em:

A carreira de defensor público foi um dos destaques II Café Jurídico Processual: Funções Essenciais à Justiça, realizada pelo grupo de pesquisa Grandes Transformações do Direito Processual Civil da Unir e da Uniron, coordenado pelo Professor e Juiz Rogério Montai de Lima. O grupo convidou oitos profissionais das mais diversas carreiras e atuações da área jurídica para contar um pouco sobre sua trajetória e seu trabalho a estudantes do curso de Direito. O encontro aconteceu no sábado, 26, no auditório da unidade centro da Universidade Federal de Rondônia (UNIR).

Para falar sobre a Defensoria Pública de Rondônia (DPE-RO), estava o defensor Fábio Roberto dos Santos, que iniciou sua palestra saudando aos presentes e destacando a importância das áreas de atuação da justiça como um todo. “O sistema de justiça não é um tripé, composto pela Magistratura, pela Defensoria e pelo Ministério Público. O sistema de justiça vai, além disso, compõe-se da polícia militar, da polícia civil, da docência e da advocacia. Precisamos repensar e estender as garantias e prerrogativas que as três primeiras carreiras têm para o sistema como um todo”.

Ao falar sobre sua carreira o defensor público foi enfático “Ser um defensor público é estar verdadeiramente apaixonado todos os dias ao atender. A missão é árdua e a motivação vem do dia a dia do trabalho, da relação com os assistidos no cotidiano. Imaginem vocês que ontem eu estava atendendo uma assistida tensa no meu gabinete, quase me bateu. Mas no final eu falei para ela: – Vamos fazer um acordo? Vamos começar do zero, eu te dou um voto de confiança e você me dá um voto de confiança, e vai ver que você teve uma Defensoria Pública eficiente”, relata.

Após realizar um balanço sobre a situação atual da DPE-RO, Fábio Roberto aproveitou para motivar os estudantes a seguir a carreira de Defensor Público “A Defensoria Pública de Rondônia vem crescendo a cada ano. Hoje nós contamos com um quadro de 67 defensores públicos e estamos nos preparando para a realização de mais um concurso. Vocês estudantes que querem atuar na área já podem começar a se preparar desde já, pois precisamos de defensores públicos”.

Palestrantes.Além do defensor público e do Coordenador do grupo de pesquisa, participaram da palestra: a Diretora Acadêmica da Uniron, Nelice Milena Batistelli; representando a docência na área jurídica, a professora da Unir e Uniron, Layde Lana Borges da Silva; representando a advocacia, a advogada Taiara Davia Silveira; o procurador do Estado de Rondônia Pedro Henrique Simões; o juiz de Direito Arlen José da Silva; o delegado de polícia civil Júlio César Rodrigues Ugalde; e o promotor de justiça do Estado de Rondônia, Rodrigo Leventi Guimarães.

 

 

 


Compartilhar

Skip to content