Pular para conteúdo principal

Após ação do Nurec DPE-RO, supermercado compromete-se a ressarcir assistida que teve objeto furtado

Publicado em:

Roçadeira no valor de R$ 1952 reais foi levada do veículo da assistida enquanto ela comprava água no supermercado

Na última segunda-feira, 17 de janeiro, o Núcleo de Resolução Extrajudicial de Conflitos (Nurec) da Defensoria Pública do Estado de Rondônia realizou a conciliação de um impasse entre a assistida Simone Blackman e o supermercado Hiper DB de Porto Velho.

Segundo a assistida, no dia 08 de outubro do ano passado (2021), ao deixar seu veículo no estacionamento do supermercado para comprar água, teve os seguintes pertences furtados do interior de seu carro: uma bolsa com a quantia de R$ 300,00 e uma roçadeira no valor de R$ 1.952,00.

Após uma tentativa de diálogo com o supermercado que não se resultou, a assistida Simone conta que procurou o atendimento da Defensoria, após receber orientação enquanto procurava atendimento no Tudo Aqui.

“Fui orientada a buscar atendimento por meio do aplicativo de mensagens (whatsapp), e rapidamente obtive resposta. Foi mais rápido do que imaginei”, explica Simone, que ressalta que do momento em que conseguiu o atendimento até o acordo firmado, se passaram um pouco mais de 20 dias.

“Entrei em contato com a Defensoria em dezembro do ano passado e agora em janeiro já consegui resolver minha questão, estou muito satisfeita com a agilidade e com o resultado positivo”, explica a assistida. Simone conta que aguarda agora os 30 dias estipulados na conciliação para receber o valor de sua roçadeira.

Segundo o defensor público Rafael de Castro Magalhães, coordenador do Nurec, o supermercado aceitou o acordo após mediação da Defensoria Pública. “O estabelecimento comercial se mostrou aberto ao diálogo, concordou em participar da conciliação e assumiu a responsabilidade no ressarcimento dos danos ocorridos em seu estacionamento, conforme legislação aplicável. Isso demonstra o comprometimento da empresa para com o consumidor e a confiança na Defensoria Pública para mediar a solução do impasse”.

Conclui o Defensor Público Coordenador dizendo que “o núcleo de resolução extrajudicial de conflitos da DPE-RO busca justamente dar solução rápida e prática para as demandas dos assistidos, sem que seja necessário levar as causas ao Poder Judiciário, como ocorreu nesse caso específico em que conseguimos um acordo em menos de 1 mês. Essa é uma prática que estamos investindo para que possa ser expandido a todo o Estado de Rondônia. Fico feliz com os resultados que estamos obtendo”.


Compartilhar

Skip to content